segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Uma nova história.

 
  Andei sumida, eu sei. Não por preguiça, ou por não ter o que escrever.
     Andei sumida pelo fato de não encontrar palavras que pudessem expressar o que tem me acontecido nos últimos meses, por mais que eu engrandeça o nome D'aquele que tem transformado a minha vida, nada, absolutamente nada fará jus a grandeza de tudo isto.
     Observem meus primeiros textos aqui no blog, a visão turva que eu tinha do mundo no passado. Eu era uma das muitas jovens que se escondem por trás de palavras bonitas e fortes que ocultam sangue e lágrimas, não tinha sonhos e nem perspectiva, não almejava o mal para ninguém, como também não conseguia alcançar o bem na minha vida. Por mais que eu tentasse fazer a diferença, alguém se aproximava, me iludia e puxava o meu tapete. Fui caindo andar por andar até não ter mais onde me apoiar, até chegar ao fundo de tudo aquilo que eu considerava aceitável, e começar acreditar que o lado bom da vida inexistia para os menos privilegiados.
     Me perguntam porque não apago essas coisas sendo que minha vida mudou, eu não apago pois não há mérito sem luta, do que adianta eu privar as pessoas de tudo o que vivi sendo que as marcas em mim permanecem?
     Eu deixo tudo aqui, eu releio tudo, eu enxergo o meu progresso espiritual a cada vírgula contida naqueles poemas.
     Os leitores lêem o que eu escrevo, mas não sabem o que eu estava pensando ou sentindo enquanto jogava raivosamente aquelas palavras no papel.
     Eu nunca tive dificuldades para escrever, e sempre me orgulhei disto, mas agora vejo que uma estrada não é feito só de facilidades e dons. Escrever sobre o mundo, para o mundo é simples, mas escrever sobre Deus para o mundo é mais complexo. Posso afirmar que minha facilidade me ajuda muito, mas sem conhecimento e sabedoria, palavras continuam sendo apenas palavras, nunca vão virar exemplos e/ou lições.
     Pretendo mudar radicalmente de hoje em diante a filosofia do meu cantinho, tentarei expor com clareza o quão grande é o meu Deus, o nosso Deus.
     Espero que aceitem de bom grado a mudança, pois ela apenas reflete o meu interior, a nova vida da qual estou desfrutando e a nova visão que adquiri com o passar dos segundos divinos de vida.
     Cada novo dia é uma nova chance, e a cada nova chance eu pretendo melhorar, quero que meu eu diminua para que o Todo Poderoso possa resplandecer sua Glória na minha vida, e que com os dons dos quais ele me fez guardiã eu possa iluminar caminhos e abrir mentes para o que realmente importa, que é servir a Deus e ver as Bençãos descendo sobre nós.

     Que Deus ilumine a todos.
     Amém.
Beijos da Rayssa.


3 comentários:

Yssa Gomes disse...

Obrigada pela visita.
Jesus te ama!

Renilson Bail disse...

"Os leitores leem o que eu escrevo, mas não sabem o que eu estava pensando ou sentindo enquanto jogava raivosamente aquelas palavras no papel."

Yssa, excelente frase, minha querida. Pensava eu nisso mesmo há alguns dias, depois de ler um texto sobre o paradigma, ou seja, o modo como vemos o mundo. O que aconteceu com você foi uma mudança de paradigma: agora você o vê mais claro a cada dia!

Yssa Gomes disse...

Exatamente assim amigo.
Como é bom voltar a ver...
:D
Estou feliz por mim, e honrada de ter tua amizade mesmo de tão longe. Sou sua eterna fã! :D

Postar um comentário

 
;