sábado, 25 de fevereiro de 2012

Sussurros

"Posso ser posso não, 
Fruto da sua fértil imaginação,
Talvez seja o que veja, 
Ou apenas uma ilusão...


Essa vozes na cabeça, 
De um alma pecadora,
Ouça gritos estridentes, 
De minha fiel gladiadora.


Estrassalha com suas garras, 
Feras gigantes e horrendas,
Traz pra mim seus corações, 
Diz apenas serem prendas...


Harpias da mitologia,
Invadem meu Coliseu,
Minha fiel escudeira protege-me
Pois o seu mestre sou eu....


Ela não me vê isso é fato,
Sou a voz em sua cabeça,
Apenas um sussurro de afago,
Que a deixa sem direção..


Dou a ela o carinho aparente,
Em troca de fidelidade,
Não souberam amá-la,
Agora ela nada mais é do que fruto da extrema maldade".
(Rayssa)



0 comentários:

Postar um comentário

 
;